PUB
EAM e AVC – Campanha de sensibilização pública
Quarta-feira, Janeiro 23, 2008

No sentido de informar a população sobre os sinais e sintomas associados ao Enfarte Agudo do Miocárdio e Acidente Vascular Cerebral, está em curso, desde o passado dia 15 de Janeiro, uma campanha de sensibilização em todo o território nacional.

A iniciativa é do Ministério da Saúde através da Coordenação Nacional para as Doenças Cardiovasculares do Alto Comissariado da Saúde, com o apoio do INEM, e visa informar a população sobre os sinais e sintomas associados ao Enfarte Agudo do Miocárdio (EAM) e Acidente Vascular Cerebral (AVC) e para a necessidade de ligar, de imediato, 112 na sua ocorrência.

A campanha foi lançada, a nível nacional, no passado dia 15 de Janeiro, na sequência da implementação nacional das Vias Verdes para o EAM e AVC.

Segundo dados divulgados pelo Alto Comissariado da Saúde, “cerca de 70% das mortes por AVC e aproximadamente 80% das mortes por EAM ocorrem fora ou antes da chegada ao hospital, sobretudo porque os doentes desvalorizam os sinais e tardiamente solicitam ajuda. Estes valores apontam para a necessidade de aumentar a rapidez no acesso destes doentes ao hospital, através da implementação das Vias Verdes”.

Ainda segundo o mesmo Comissariado, “as Vias Verdes são estratégias que visam melhorar as acessibilidades dos doentes, na fase aguda das doenças cardio e cerebrovasculares, aos cuidados médicos mais adequados. Devem ser accionadas pelo cidadão através do número nacional de emergência (112) e envolvem a intervenção do INEM no diagnóstico, eventual tratamento pré-hospitalar e adequado encaminhamento para os hospitais com unidades especializadas no tratamento do enfarte e do AVC. O factor Tempo é fundamental nestas duas situações cardiovasculares de emergência, uma vez que a terapêutica deve ser realizada nas primeiras três horas após o início dos sintomas. A intervenção imediata conduzirá a ganhos em saúde, traduzidos na redução da morbilidade e da mortalidade hospitalar e global causadas por estas doenças”.

A campanha nacional que decorre desde meados de Janeiro, inclui cartazes e outdoors, distribuição de folhetos e ímanes de frigorífico, inserções no Multibanco, spots de rádio e de televisão.

Algumas figuras públicas também se aliaram a esta causa, casos da fadista Mariza e o actor Ruy de Carvalho que são o rosto da campanha, nos spots televisivos.

Texto: Manuel António Silva

Artigos Relacionados