Desemprego, droga, alcoolismo e pobreza são os problemas mais apontados em freguesias do Norte
Quinta-feira, Outubro 20, 2005

Um estudo divulgado pelo Público, esta semana, revela os problemas identificados pelos portugueses, ao nível das freguesias onde vivem.

O estudo – da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade – foi realizado em 396 freguesias (cerca de 10% do total nacional). Apesar de a análise ter sido feita em 2003, os dados nunca tinham sido publicados.

Em termos de futuro, o estudo também analisou as prioridades dos presidentes das diversas juntas de freguesia. As prioridades passaram pelo apoio a idosos, a toxicodependentes, às crianças e à população carenciada, sendo que, no caso da Região Norte, foi também referida a necessidade de criação de emprego.

Outros números:

– Mais de um quinto dos inquiridos tem um rendimento mensal abaixo dos 350 euros;

– Os problemas familiares apontados por um quinto dos inquiridos são “os idosos sem apoio” e “a violência conjugal”;

– 48% dos inquiridos da Região Norte costuma recorrer a instituições de solidariedade social;

– Nem sempre os que procuram os serviços de apoio social das instituições de solidariedade ou das juntas encontram soluções para as suas necessidades (uma percentagem que cvaria entre os 57,4% na Região Centro e os 40,1% na Região Sul).

“Estudo de caracterização social, económica e cultural das freguesias de Portugal Continental”, CNIS, citado pelo Público na passada segunda-feira.

PUB

Artigos Relacionados