PUB
Decálogo do Homem Livre e Libertador
Quarta-feira, Dezembro 30, 2015

1. Creio num homem novo que se ergue dos escombros e da desilusão de uma vida sem sentido.
2. Creio que é possível encontrar novas metas de liberdade pelas quais vale a pena lutar.
3. Creio nos jovens do nosso tempo que sabem distinguir a liberdade do que é libertinagem.
4. Creio que a verdade nos tornará livres, mesmo que custe aceitá-la.
5. Creio que somos livres para amar e servir os irmãos.
6. Creio que podemos fazer o que nos apetece,
mas só seremos livres quando fazemos o bem.
7. Creio que a liberdade é um valor tão importante, que não podemos deixar-nos escravizar pelas paixões.
8. Creio que as pessoas livres para amar podem experimentar uma alegria que ninguém lhes poderá tirar.
9. Creio que os povos que hoje vivem na opressão devem continuar a sonhar com a liberdade.
10. Creio que foi para a liberdade que Cristo nos libertou.

Para aprofundar o tema da liberdade que abordámos em artigos anteriores:
1. Fazei uma lista de várias liberdades, exemplificando-as. Por exemplo: Liberdade religiosa (livres para optar pela religião que melhor nos conduz a Deus).
2. Para vós, aqui e agora, quais as liberdades que devem ser mais sublinhadas? Porquê?
3. Se somos livres para amar, será que vos considerais verdadeiramente livres?
4. Redigi o decálogo do homem livre e libertador.
5. À luz do que foi dito na exposição, que acrescentarias a este credo?
6. Quais as escravidões da vida moderna e como libertarmo-nos delas?

Aproveito para desejar a cada um e a todos os nossos Leitores, seus familiares e amigos, um Santo e Feliz Natal, onde o Menino-Deus nos ajude a descobrir o verdadeiro rosto de Deus, fonte de vida, liberdade e paz.

Padre