PUB
De 15 a 17 de Julho
Sábado, Junho 25, 2005

O 26º Grande Prémio do Minho em ciclismo irá para a estrada de 15 a 17 de Julho, numa organização da Associação de Ciclismo do Minho.

Classificada na classe 2.12, a prova esteve inicialmente agendada para decorrer entre 13 e 17 de Julho mas, em face da conjuntura económica desfavorável, a Direcção da Associação de Ciclismo do Minho decidiu reduzir ao número de dias, evitando assim o cancelamento da competição. “Responsável e realisticamente, a Direcção da ACM entendeu ser preferível promover um Grande Prémio do Minho de apenas três dias, em vez de, pura e simplesmente, anular a competição, solução última que se afiguraria mais cómoda”, realça a Direcção da ACM.
Reconhecendo que a realização do Grande Prémio do Minho constitui um marco importante – para as equipas de ciclismo e ciclistas e para a própria modalidade – e que não deve ser descurada a influência que a competição gera no incentivo à prática desportiva e na promoção das cidades e regiões envolvidas na sua organização, a Direcção da Associação de Ciclismo do Minho conjugou vários factores que permitiram viabilizar a prova. Neste particular, é de realçar a postura sensível e colaborante das equipas de ciclismo portuguesas que, assumindo a importância da prova, também contribuiram para a sua viabilização.
O 26º Grande Prémio do Minho será dividido em três etapas com uma média de 140 Kms por etapa tendo como locais de início e chegada as localidades de Guimarães, Barcelos, Fafe, Arcos de Valdevez e Póvoa de Lanhoso (a confirmar).
Em complemento, a Associação de Ciclismo do Minho informa que continuará a assumir os propósitos de promoção, desenvolvimento e criação de oportunidades no contexto da prática juvenil do ciclismo, prosseguindo a tarefa de mobilização da população – tanto em actividades de competição, como de lazer – para uma manifestação desportiva tão saudável e tão confraternizante como é o ciclismo.
É convicção da Associação de Ciclismo do Minho que a estratégia que assumiu de promoção da modalidade continuará a produzir os seus frutos, continuando a desenvolver esforços para responder aos novos desafios do desporto e do ciclismo, através de novas abordagens e perspectivas, procurando, por exemplo, fazer com que o ciclismo entre no leque variado de opções com que as crianças tomam contacto muito cedo e se constitua como uma via atractiva para a prática desportiva.

Artigos Relacionados