PUB
Construtores de Paz
Quarta-feira, Janeiro 5, 2011

A nossa sociedade tem necessidade de homens e mulheres que mostrem a certeza de que a paz é possível. Natal é a vinda do Salvador da humanidade à procura das pessoas que sofrem. Ele traz-nos a vida e a paz. Ele torna-nos capazes de amar com um amor que ultrapassa todas as fronteiras e torna possível o impossível. Sermos construtores de paz é uma óptima maneira de vivermos e oferecermos o “Natal” a nós próprios, aos outros, à família, à sociedade e ao mundo inteiro. E todos os dias! Próspero Ano Novo 2011 para todos! Mais do que nunca, precisamos de “luzes” que nos inspirem para lutarmos contra a corrente da “crise” e a vivermos de esperança! Eis alguns pensamentos relacionados com a paz, para que facilitemos a paz nas nossas vidas e nas nossas famílias.

– A não-violência, na sua forma activa, é boa-vontade para com tudo o que vive. É perfeito amor. (Mahatma Gandhi)

– Fomos criados para a paz e não para a guerra. A nossa vida deve ser um esforço constante para conseguir a paz. (Papa João XXIII)

– O verdadeiro caminho que conduz à paz com Deus e com os homens não é a mentira, mas a verdade; não é a vingança, mas a justiça; não é o ódio, mas o amor. (Inscrição no Templo da Paz, em Hiroshima)

– Os dois descobrimentos mais importantes do século XX foram: a não-violência e a bomba atómica. (Lanza del Vasto)

– O amor é a única arma capaz de transformar um inimigo em amigo. (Luther King)

– As palavras humildes estão no início da paz e as palavras orgulhosas estão no início da guerra. (Ramón Llull)

– Os homens foram feitos para se entenderem, para se compreenderem, para se amarem (Paul Eduard)

– Não fales asperamente a ninguém. Aqueles a quem fales assim, responder-te-ão da mesma maneira. (Buda)

– Se te perguntam o que é mais importante para a humanidade, responde antes, depois e sempre: a paz. (Li Tien Min)

– Vencei o ódio com o amor, a mentira com a verdade e a violência com o sofrimento. (Mahatma Gandhi)

– A paz não consiste na tranquilidade da ordem existente, mas numa ordem nova para a instaurar. (Júlio Girardi)

– A paz é possível se tu decides que o seja. (Roger Etchegaray)

– A paz é preciso construí-la no próprio coração. (Maurice Zundel)

– Dar a paz aos mortos é empenho de Deus. Fazer a paz com os vivos é empenho nosso. (Primo Mazzolari)

– Paz e bem. (S, Francisco de Assis)

Ano Novo 2011 próspero na construção de pontes de paz e de esperança para todas e para todos!