Conhecer a realidade e estabelecer prioridades para planear intervenção
Segunda-feira, Abril 18, 2016

Foram estes os principais motivos que estiveram na base da recente visita de Isabel Oneto, Secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna, às instalações das forças de segurança do distrito de Braga. O quartel da GNR das Taipas também foi alvo de visita.

A visita oficial às instalações das forças de segurança do distrito de Braga, na passada sexta-feira, 15 de abril, passou também pelo concelho de Guimarães. No essencial, Isabel Oneto, Secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna, deslocou-se a Guimarães para se inteirar das reais condições das instalações e de operacionalidade da GNR e PSP locais.

Em declarações à imprensa, referiu estarem a ser desenvolvidos esforços com as autarquias locais e as forças de segurança do distrito para fazer um levantamento e estabelecer prioridades de intervenção, a médio-longo prazo, de forma a que haja estabilidade relativamente às instalações e equipamentos das forças de segurança.

No concelho de Guimarães, a principal prioridade deverá centrar-se na melhoria das condições do quartel da GNR de Lordelo. Pelas Taipas, apesar das condições das instalações não serem as melhores, comparativamente ao que se verifica no resto do país ainda, o quartel não deverá ser incluído no lote dos que precisam de intervenção urgente. Uma eventual intervenção deverá ficar-se por pequenos arranjos.

Isabel Oneto salientou ainda que o distrito de Braga e em concreto o concelho de Guimarães, não apresentam grandes carências. “Guimarães é onde se registam os mais baixos índices de criminalidade. É uma cidade muito simpática para se viver e para se estar, com baixos índices de criminalidade, o que é muito bom”, disse aos jornalistas.