PUB
Concelho de Guimarães terá inventário digital da biodiversidade do seu território
Terça-feira, Maio 24, 2016

Os cidadãos vimaranenses passarão a ter uma plataforma digital onde terão disponíveis os dados sobre a fauna e a flora existente no concelho. O trabalho de recolha será feito pelos próprios vimaranenses.

As espécies que constituem a fauna e a flora do concelho de Guimarães passarão a integrar um inventário, estando o projecto a ser coordenado pela Laboratório da Paisagem. A ideia foi apresentada na passada sexta-feira, 20, na sessão Café com Ambiente, que decorreu na Escola Secundária Martins Sarmento.

A base de dados dos animais e plantas existentes no concelho irão ser registadas, tendo os cidadãos um papel fundamental no trabalho a desenvolver. Através de uma plataforma, que será disponibilizada no site do Laboratório da Paisagem, os vimaranenses irão poder registar as espécies distribuídas pelo território do concelho de Guimarães.

A informação recolhida será posteriormente validada e disponibilizada através da mesma plataforma digital. Além do trabalho de inventariação, a Base de Dados da Biodiversidade de Guimarães pretende envolver os cidadãos na descoberta da biodiversidade existente em Guimarães e, ao mesmo tempo, sensibilizar para a conservação e promoção do património natural.

Na sessão de apresentação da Base de Dados da Biodiversidade de Guimarães estiveram presentes Francisco Carvalho, investigador do Laboratório da Paisagem e mestre em ecologia pela Universidade do Minho; Ana Nuno, doutorada em Conservação da Natureza e investigadora na Universidade de Exeter, Reino Unido; Cláudia Pascoal, professora na Universidade do Minho e doutorada em ecologia; e Miguel Viana, professor na Escola Secundária Martins Sarmento.