PUB
Comissão Administrativa está em preparação
Sábado, Junho 16, 2007

O futuro do CC Taipas passará pela constituição de uma Comissão Administrativa, tal como aconteceu num passado muito recente.

Na Assembleia-geral realizada no dia 16 de Junho não surgiu qualquer lista para uma nova direcção. No entanto, no final, os pouco mais de trinta sócios presentes ficaram com algumas garantias de que essa comissão seria apresentada em próxima assembleia, marcada para 28 de Junho (quinta-feira).

Manuel Marques, presidente da Assembleia-geral deu conta dos contactos estabelecidos com antigos presidentes e outras personalidades ligadas ao clube. Desses contactos ficou claro que estava fora de hipótese a constituição de uma lista para a direcção, pois não surgia um nome que manifestasse a vontade de a liderar. A solução delineada passaria pela constituição de uma Comissão Administrativa (CA).
Neste ponto, Abel Marques assumiu que estava disponível para integrar essa comissão e fez um ponto da situação. “Há vontade de se avançar com uma CA, falta-nos é elementos para a completar. Temos delineado a constituição de três áreas para gerir o clube, que passariam pela criação de um departamento para o futebol sénior, já constituído; uma área administrativa, onde são precisos elementos e uma secção para futebol juvenil, a nossa principal dificuldade”. De acordo com Abel Marques o principal problema na constituição da CA reside precisamente nesta área. O futuro do CC Taipas passa pela formação e, consequentemente, o ideal seria a existência de dois directores para acompanharem cada escalão das camadas jovens. Abel Marques finalizou a sua intervenção dizendo que o problema do Taipas já não é só a falta de dinheiro, mas também a falta de pessoas para trabalhar no terreno.
António Marques, outro associado do clube presente, voltou a mostrar a sua disponibilidade, ainda que limitada, para integrar a referida comissão e apontou o caminho. “O CC Taipas não pode continuar a gastar mais do que aquilo que tem. Não podemos continuar a ter orçamentos de mais de 200 mil euros só para a equipa principal. As camadas jovens são essenciais para o clube e não podem ser abandonadas.”

Artigos Relacionados