Coligação JpG questiona se houve alteração na delegação de competências em Ricardo Costa
Quarta-feira, Abril 29, 2015

O vereador socialista que detém a delegação da pasta das finanças da câmara defendeu que os serviços a prestar nos Espaços do Cidadão deverão ser taxados. O presidente da câmara diz que não concorda.

O grupo da vereação da coligação Juntos por Guimarães (JpG) questionou o presidente da Câmara Municipal de Guimarães sobre as competências delegadas no vereador Ricardo Costa.

O requerimento surge na sequência de Ricardo Costa ter defendido, numa entrevista concedida à Rádio Santiago, a criação de taxas pela prestação dos serviços nos Espaços do Cidadão, que a autarquia pretende criar no concelho de Guimarães.

Os Espaços do Cidadão, que se inserem na estratégia da Agência de Modernização Administrativa, criada pelo actual Governo, deverão descentralizar alguns serviços do município.

Ricardo Costa referiu-se à criação de taxas com o intuito de ajudar a suportar a prestação destes serviços nas Juntas de Freguesia. No entanto, visão diferente teve o presidente da Câmara Municipal que disse discordar da criação da referida taxa. A coligação quer saber, afinal, qual é a posição da câmara sobre a matéria.

Os vereadores do PSD-CDS-MPT procuram saber, num requerimento enviado à presidência da câmara, se houve alguma alteração na delegação de competências em Ricardo Costa, que detém as pastas do departamento financeiro da autarquia.