PUB
Citânia Viva faz recuar o tempo até ao século II a.c., na Citânia de Briteiros
Quinta-feira, Julho 14, 2016

Um conjunto de apresentações teatrais, sobre uma narrativa ficcionada, embora baseada em factos reais, irão animar o alto da Citânia de Briteiros. As actividade irão concentrar-se no antigo castro, mas começam no Museu da Cultura Castreja.

A décima primeira edição da Citânia Viva irá realizar-se no próximo dia 16 de Julho. Este ano, os acontecimentos irão recuar ao ano 139 antes de Cristo, altura em que o general romano Servílio Cipião anseia por novas conquistas na Península Ibérica e em que Viriato promove alianças com povos locais. O poder na citânia daquele tempo será ambição de uma mulher, que terá de lidar com um recém-chegado guerreiro de nome Lusitano.

O início das actividades no monumento nacional está prevista para as 14 horas, altura em que abrirá ao público um mercado de produtos tradicionais, com acompanhamento de momentos de música e animação teatral.

Às 15 horas está programado um cortejo festivo que percorrerá alguns espaços do antigo castro, onde decorrerão encenações diversas, como o treino de guerreiros, a reunião do conselho de notáveis e o ritual à Deusa Mãe “Matrae”. Paralelamente irá decorrer o terceiro Encontro Nacional de Contos Indígenas, que se realiza este ano em São Salvador de Briteiros e integra o programa da Citânia Viva.

Ao final da tarde deverá realizar-se o jantar castrejo, onde do cardápio fazem parte vários petiscos preparados para a ocasião. A Citânia Viva terminará com o espectáculo “Aurora”, que juntará todos os actores que participarão nas encenações apresentadas durante o dia. Essas encenações serão trabalhadas e dirigidas por Bruno Laborinho.

Antes do programa na Citânia de Briteiros, está programada, para a parte da manhã, às 11 horas, a iniciativa Museu Vivo, especialmente direccionado para o público mais jovem. Nessa altura será feita uma visita temática, preparada para os mais novos.

A Citânia Viva é uma iniciativa desenvolvida pela Casa do Povo de Briteiros, em parceria com a Sociedade Martins Sarmento.