PUB
Centro Histórico de Guimarães recebe a sexta edição da Feira Afonsina
Quinta-feira, Junho 23, 2016

A partir desta 5ª feira, 23 de junho, o evento retratará o episódio do “Recontro de Valdevez”, combate entre os exércitos de D. Afonso Henriques e D. Afonso VII de Castela.

Para este ano o número de dias do evento aumenta, passando dos habituais três para quatro dias. Tirando partido do feriado de sexta-feira 24 de junho, alusivo à Batalha de São Mamede, a feira inicia-se na quinta-feira às 18:00, em vez das habituais 10:00 de sexta-feira, resultando na prática no acréscimo de mais uma noite.

A Feira Afonsina visa reconstituir o período histórico da génese da nacionalidade portuguesa, recriando os usos, costumes e tradições vimaranenses da época medieval. Através da recriação de momentos e cenários próximos dos reais, a Câmara Municipal de Guimarães pretende proporcionar aos visitantes um contacto real com a história da cidade.

Para a presente edição a organização procedeu a algumas alterações cirúrgicas, nomeadamente nas taxas a praticar junto dos comerciantes e associações, para melhorar a feira e a levar a locais menos atrativos. Deste modo, pretende-se que as ruas de ligação tenham também a dinâmica do evento, para potenciar a circulação das pessoas por mais locais. A organização espera que várias dezenas de milhares de pessoas passem pela cidade durante os quatro dias do evento.

Centro Histórico de Guimarães é Património Cultural da Humanidade há dez anos
Quarta-feira, Dezembro 7, 2011

Celebra-se no próximo dia 13 de Dezembro a passagem do 10º aniversário da decisão da UNESCO em classificar o Centro Histórico de Guimarães como Património Cultural da Humanidade.

Faz na próxima terça-feira, dia 13 de Dezembro, 10 anos que a UNESCO, em resultado de um longo processo de reabilitação urbana, colocou o Centro Histórico de Guimarães na lista do Património Cultural da Humanidade.

Um vasto leque de actividades a envolver escolas, galerias, associações e outra entidade locais, preenchem a iniciativa “O Património Somos Nós” que visa, precisamente, assinalar a passagem dos 10 anos de Património Cultural da Humanidade.

Destaque para a reabertura oficial do Largo do Toural e da Alameda de S. Dâmaso, após as longas operações de requalificação urbana de que foram objecto e que ocorrerá a partir das 18 horas do dia 13 de Dezembro. A prestação da Orquestra de Sopros e Coro Infantil da Academia de Música Valentim Moreira de Sá, junto à Igreja de S. Pedro, vai anteceder a intervenção de António Magalhães, presidente da Câmara Municipal de Guimarães que após se dirigir aos presentes proporá um Brinde ao 10º Aniversário da Classificação do Centro Histórico de Guimarães como Património Cultural da Humanidade.

No final da cerimónia as luzes do Toural e Património Histórico do Largo da Oliveira vão ligar-se em sinal da celebração dos 10 anos de Património Cultural da Humanidade.