PUB
Capela Dias reitera preocupações
Segunda-feira, Julho 24, 2006

A Festa da Fraternidade ocupou durante a tarde e noite de sábado a praça do antigo mercado das Taipas. A festa foi organizada pela Comissão de Freguesia de Caldelas do Partido Comunista Português.

Conforme, previsto a festa teve bastante animação com os ingredientes já habituais, que tentam juntar cultura com diversão.

Durante a noite o recinto ocupado com mesas estava completamente cheio. No portão do mercado avolumou-se uma pequena multidão, que recusou entrar, devido talvez ao carácter político da festa.

Tratando-se de uma festa política, mas aberta a toda a comunidade, o episódio político da festa, com uma intervenção de Cândido Capela Dias, teve uma importância relativa.

O líder do PCP nas Taipas prometeu que “a festa veio para ficar”. Mas se a diversão é importante, Capela Dias alertou para que não houvesse distracções, acabando por fazer um discurso grave, que assentou nas situações internacional e nacional: “coisa está preta no médio oriente!” – exclamou referindo que se trata de mais uma manifestação de inconformismo contra o imperialismo norte-americano. sobre este assunto “o Governo português continua mudo e calado…”

Quanto às questões nacionais, Capela Dias referiu-se à mobilidade da função pública como sendo mais uma forma de fazer despedimentos e referiu ainda a situação do desemprego no Vale do Ave: “o Governo só oferece formação, mas o emprego continua a não existir, veja-se o caso dos licenciados…”

O responsável político apelou, por último, à união entre os trabalhadores e terminou da mesma forma como começou: “divirtam-se mas não se distraiam!”

Texto e foto: Paulo Dumas

Artigos Relacionados