PUB
Câmara de Guimarães não vende créditos e Casa de Camilo aumenta espólio
Segunda-feira, Setembro 18, 2006

Câmara não vende créditos A Câmara Municipal de Guimarães não vai vender créditos futuros à banca para suprir as dificuldades financeiras. “Não fazemos parte dos concelhos encostados à parede e que não têm mais soluções para viver o dia-a-dia, embora não sejamos uma Câmara rica. Em Guimarães caíria o Carmo e a Trindade se eu […]

Câmara não vende créditos

A Câmara Municipal de Guimarães não vai vender créditos futuros à banca para suprir as dificuldades financeiras. “Não fazemos parte dos concelhos encostados à parede e que não têm mais soluções para viver o dia-a-dia, embora não sejamos uma Câmara rica. Em Guimarães caíria o Carmo e a Trindade se eu hipotecasse os interesses da Câmara por vinte anos”, refere o autarca em entrevista ao jornal Repórter Local.

Jornal de Notícias

Casa de Camilo recebe 112 cartas do escritor a Tomás Ribeiro

A Casa de Camilo vai receber hoje 112 cartas originais manuscritas por Camilo Castelo Branco e provenientes da correspondência do escritor com Tomás Ribeiro.

A Câmara de Famalicão adquiriu por 25 mil euros este espólio aos descendentes de Tomás Ribeiro, político do século XIX que foi deputado, ministro e par do Reino.

As cartas vão ser entregues hoje pela autarquia à Casa-Museu de Camilo Castelo Branco, na freguesia de Seide S. Miguel.

Antena Minho

Artigos Relacionados