PUB
Câmara chumba proposta de disponibilização das gravações áudio das reuniões de câmara
Quinta-feira, Outubro 15, 2015

A proposta dos vereadores do PSD e CDS, levada à reunião de câmara de 15 de Outubro, defendia a gravação daquelas reuniões e posterior disponibilização do registo aos vereadores e aos cidadãos que o requisitasse.

A Câmara Municipal de Guimarães rejeitou na reunião de vereadores de hoje, 15 de Outubro, uma proposta apresentada pelos vereadores do PSD e CDS, onde defendiam o registo áudio das reuniões do executivo.

Nessa proposta PSD e CDS defendia a gravação das sessões de trabalhos e sua posterior divulgação aos membros do executivo, assim como a todos os cidadãos, mediante requerimento.

No entender dos vereadores dos partidos de direita eleitos para a Câmara Municipal de Guimarães esta medida contribuiria para uma maior transparência e melhor conhecimento das decisões tomadas pelo executivo nas habituais reuniões quinzenais.

Uma proposta do género tinha já sido apresentada anteriormente e aprovada por unanimidade na reunião de 9 de Abril de 2014. Nessa altura ficava deliberado que as gravações reuniões do executivo deveriam ficar disponíveis para os vereadores exclusivamente para apoio à transcrição da acta. Essa proposta determinava também que o suporte do registo deveria ser destruído após aprovação da acta na reunião da Câmara.

A proposta que foi hoje levada à discussão procurava ir mais longe, fazendo com que os registos áudio das reuniões de câmara pudessem estar disponíveis inclusivamente para os cidadãos que as requeressem.

A proposta foi chumbada pelos votos da maioria dos vereadores socialistas e com a abstenção do vereador da CDU.