PUB
CDS de Guimarães defende Rui Barreira e acusa Vieira da Silva de cobardia
Sexta-feira, Março 25, 2016

A concelhia de Guimarães do CDS defende que Rui Barreira tem merecido o reconhecimento das IPSS com que trabalha e repudia “ardil político perpetrado pela geringonça”.

A Comissão Política de Guimarães do CDS-PP emitiu uma nota de imprensa onde rebate as acusações e as notícias que têm sido publicadas nos últimos dias acerca do Director do Centro Distrital da Segurança Social de Braga, Rui Barreira – ex-dirigente da concelhia e actualmente deputado municipal pelo CDS-PP.

O CDS de Guimarães vem defender o seu militante e repudiar o “ardil político” que tem atacado o Director do Centro Distrital de Segurança Social de Braga e manifestar a solidariedade política e pessoal com Rui Barreira. Os centristas destacam o “meritório trabalho” do director na valorização das “relações interpessoais”.

A Comissão Política Concelhia do CDS de Guimarães acusa o Ministro da Segurança Social de cobardia por não ter coragem para afastar o director da Segurança Social de Braga por razões políticas. O CDS vimaranense acrescenta que Rui Barreira “é um homem frontal, que não foge ao combate político e que defende arreigadamente as suas ideias e as suas convicções”.

O Director da Segurança Social de Braga ficou no centro da polémica após um grupo de funcionários do centro distrital terem apresentado na Assembleia da República uma exposição que acusava o director distrital de adoptar comportamentos autoritários e de confundir o seu papel de representante partidário. O Ministro Vieira da Silva disse que esperava que o director de Braga apresentasse o seu pedido de demissão.