PUB
CC Taipas continua sem direcção
Terça-feira, Maio 31, 2005

Contrariamente ao que se fazia constar entre os associados, ainda não foi desta que se encontrou uma nova direcção para gerir o clube no próximo biénio.

A Assembleia realizada nesta última terça-feira (dia 31 de Maio), data em que a Comissão Administrativa cessava funções, acabou por aprovar, por unanimidade, o relatório de contas e gestão desde o dia 1 de Janeiro a 31 de Maio de 2005. Para um total de despesas a rondar os 67 mil euros, o clube gerou receitas que ultrapassaram os 95 mil euros. Deste modo a Comissão Administrativa conseguiu reduzir o passivo do clube, estando este, nesta altura, em valores inferiores a 44 mil euros.
Apesar destes valores, aquém do que muitos associados pensariam, não foi apresentada qualquer lista. Ou seja, não será por questões do passivo do clube, que não surgirá ninguém que assuma a direcção.
A polémica instalou-se quando um associado propôs que a actual Comissão Administrativa continuasse em funções até 30 de Junho. A divisão instalou-se dentro da própria Comissão, que em algumas intervenções não mostrou sintonia. Alguns associados com uns apartes completamente desnecessários, ainda contribuíram para um certo mau ambiente. Felizmente, Mário Dias, a presidir à reunião e o associado Joaquim Oliveira tiveram intervenções que centraram a discussão no ponto fulcral. Louvar a actuação da Comissão e centrar os esforços na necessidade de se encontrar uma direcção para o clube.
Acabaria por prevalecer a tese de que a Comissão deveria cessar funções no dia 31 de Maio, tal como estava previsto.
Os associados aprovaram a realização de uma nova assembleia eleitoral para o dia 17 de Junho. Até esta data o clube será gerido por um grupo de associados.

Artigos Relacionados