PUB
Bio-triturador e plano municipal para aproveitamento dos resíduos verdes
Domingo, Março 8, 2015

Amadeu Portilha, vereador responsável pelo pelouro dos Serviços Urbanos e Ambiente, anunciou a compra de um bio-triturador e de um plano concelhio para tratar as cerca de 2 mil toneladas de resíduos verdes resultantes das podas das árvores e tratamento dos jardins públicos

Guimarães produz, todos os anos, entre 1,5 a 2 mil toneladas de resíduos verdes, em que a maior parte acaba por terminar nos aterros, com todos os custos e problemas ambientais inerentes a esta realidade. A Câmara Municipal solicitou ao Centro de Valorização de Resíduos, entidade ligada à universidade e da qual a Câmara é acionista, um estudo e um plano de intervenção ao nível do tratamento e aproveitamento dos resíduos verdes. Amadeu Portilha deu conta de que esse plano municipal está criado e que este se enquadra na mudança de paradigma ambiental do concelho de Guimarães: “Trata-se de pequenos passos mas que ajudam a que o nosso território seja mais sustentável e amigo do ambiente. Vamos fazer uma candidatura aos fundos comunitários para a implementação de uma estação de gestão de resíduos verdes no concelho que nos irá permitir a poupança de verbas neste âmbito e, fundamentalmente, poder transformar esses resíduos verdes em composto orgânico que poderá ser utilizado, por exemplo, nas nossas hortas comunitárias ou eventualmente ser vendido”. O vereador responsável pelas questões ambientais anunciou ainda a aquisição de um bio-triturador. Trata-se de uma máquina que transforma os materiais da poda em estilha ou serradura.