Banhos Velhos intervencionados
Quarta-feira, Abril 28, 2010

Numa cerimónia simples e que contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, António Magalhães, e alguns vereadores, bem como, o Presidente da Assembleia Municipal, Remisio Dias de Castro, foi apresentado projecto de requalificação do actual edifício, em ruínas, dos Banhos Velhos.

Os três Arquitectos responsáveis pelo projecto explicaram, com a exibição do projecto de arquitectura, aquilo que vai ser feito no edifício dos Banhos Velhos e qual o objectivo desta intervenção. Será uma obra minimalista e “arqueológica” que visa recuperar o esqueleto do edifício tornando-o uma edificação museológica. A ideia base é recuperar um espaço totalmente em ruínas sem desvirtuar a natureza emblemática que representa para a vila, tornando aquela zona aprazível e num espaço para promover visitas, exposições e mais alguns eventos, pontuais, de índole cultural.

O presidente da Cooperativa Taipas Turitermas, Ricardo Costa, numa curta intervenção explanou algumas ideias base da estratégia delineada para o novo posicionamento das Termas e deixou uma palavra de apreço aos funcionários, fazendo notar que são pedra chave para o sucesso desta nova etapa da Cooperativa.

Segundo Ricardo Costa, a obra de requalificação do Banhos Velhos custará 145.000 Euros com fim previsto a 24 de Junho e será totalmente financiado pela Câmara Municipal de Guimarães. Ao custo da obra acresce os estudos e projectos de arquitectura que tiveram um custo a rondar os 17.000 Euros.

A cerimónia foi também aproveitada para uma visita guiada onde foi possível verificar pequenas intervenções no sentido de dar maior dignidade e conforto ao serviço de SPA prestado pela Turitermas. Para tal, foram processados ajustes na climatização do edifício e algumas salas foram revestidas a madeira, criando um ambiente mais propício para o SPA. Nesta pequena intervenção dentro do edifício central da Taipas Turitermas foram gastos cerca de 25.000 Euros, quantia esta que a Cooperativa terá que ser capaz de liquidar pelos seus próprios meios e receitas.

António Magalhães reconheceu que provavelmente no passado houve algum adormecimento quanto à mais-valia e potencialidades que a Taipas Turitermas representa, mas está seguro e empenhado em ajudar esta nova direcção na concretização das ideias e projectos já desenvolvidos. Alertou para o facto de as coisas poderem não acontecer tão rapidamente como é desejado, mas sinalizou, a vontade expressa nesta primeira iniciativa que representa a recuperação dos Banhos Velhos.

José Henrique Cunha