PUB
Balcões Complementares do IEFP motivam requerimento na Assembleia da República
Sexta-feira, Janeiro 19, 2007

O PSD de Guimarães já havia reagido em conferência de imprensa. Desta vez é Emídio Guerreiro, deputado social-democrata na Assembleia da República, a pedir esclarecimentos sobre o assunto.

Depois da reacção do PSD de Guimarães ao anuncio da lista, pelo IEFP de Guimarães, dos postos de atendimento complementares para controlo quinzenal dos desempregados foi agora a vez, do deputado laranja da Assembleia da República, Emídio Guerreiro, fazer chegar ao presidente daquele órgão, um requerimento a solicitar esclarecimentos sobre o assunto.

Emídio Guerreiro fez chegar hoje (19/01/2007) à mesa do Presidente da Assembleia da República, um requerimento onde solicita ao Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social, de quem o Instituo do Emprego e Formação Profissional depende hierarquicamente, que lhe seja prestada informação quanto à criação de balcões complementares do IEFP, nomeadamente que justifique a exclusão das Juntas de Freguesias de Caldelas e de Urgezes, assim como explique e indique quais foram os critérios técnicos que justificaram esta substituição, num caso por outra Junta de Freguesia e no outro caso por uma entidade privada.

Na sustentação do seu requerimento, o deputado, referindo-se à freguesia de Caldelas considera que “o fenómeno é ainda mais incompreensível! A junta foi substituída por uma entidade privada! Por sinal, neste caso existe uma outra “coincidência”: no último acto eleitoral a população exerceu o direito de alternância tendo terminado com 16 anos de maioria absoluta do PS dando uma maioria absoluta ao actual Presidente. A “coincidência” tem a ver com o facto de o Presidente da entidade privada que substituiu a Junta ser dirigida pela pessoa que liderou durante 16 anos a freguesia!”

Veja aqui o documento completo (em pdf)

Texto: Manuel António Silva

Artigos Relacionados