PUB
Aumento das vendas não chega para rentabilizar a produção
Quarta-feira, Março 1, 2006

A Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes divulgou os resultados do último ano comercial. Continua a registar-se um elevado excedente de produção, o que põe em causa a rentabilidade da produção de vinho verde.

Terminado o ano comercial, a Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVVV) divulga resultados positivos. As vendas gerais de vinho verde aumentaram cerca de 3.4%, face ao ano anterior. Um crecimento que se regista pelo quinto ano consecutivo. Esse crescimento terá sido resultado de um aumento da quota do mercado português de vinhos, contra o que aconteceu, por exemplo, aos vinhos do Alentejo.

No entanto, a rentabilidade da produção de vinho verde é posta em causa pela CVRVV devido ao elevado excedente de produção. Segundo dados da comissão, a região dos vinhos verdes produz anualmente cerca de 92 milhões de litros de vinho. Destes, apenas são vendidos 62 milhões.

A CVRVV encomendou, à Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica, um estudo estratégico para a fileira do vinho verde que deverá estar concluído dentro de meses. Esse estudo deverá produzir recomendações diversas sobre a forma de recuperar a rentabilidade da produção do vinho verde.

Manuel Pinheiro, Presidente da CVRVV, refere que outras das acções preparadas pela comissão é um forte investimento na promoção do Vinho Verde. Este investimento é justificado, pelo facto de existirem muitas marcas de pequena dimensão na região, sendo fundamental a aposta na “promoção genérica”.

Texto: Paulo Dumas

Artigos Relacionados