Associação de Andebol de Braga estabelece protocolo para dinamização da modalidade nas escolas básicas
Terça-feira, Outubro 9, 2012

O objectivo é colocar durante o ano lectivo de 2012/2013 mais de 200 alunos a praticar andebol.

Manuel Novais Ferreira, vice-presidente da Associação de Andebol de Braga, acredita que este protocolo estabelecido com o CART, os dois agrupamentos de escolas de Ponte e Taipas e a Junta de Freguesia de Caldelas, tem todas as condições para se tornar um sucesso: “Daremos formação aos professores das AEC das escolas e o CART terá um papel agregador deste desporto, que é a segunda modalidade com mais praticantes no país“.

Os restantes intervenientes neste protocolo, Constantino Veiga, pela Junta de Freguesia, Ricardo Mota, presidente da direcção do CART, Teresa Portal, em representação do agrupamento de escolas das Taipas e Artur Monteiro, director do agrupamento Arqueólogo Mário Cardoso, fizeram sentir que estão neste projecto com convicção, “pois a prática do andebol, para além da vertente desportiva, revela um elevado valor educativo para os jovens”, como referiu o director das escolas de Ponte.

Ricardo Mota salientou a responsabilidade social do CART e referiu que um dos objectivos da sua direcção é a contínua aposta na formação. Assim, assume com naturalidade a adesão a este projecto.

Por sua vez, Teresa Portal referiu que na escola que representa desde há uma série de anos que a prática do desporto, nomeadamente o voleibol, tem fortes tradições e espera que o andebol seja mais um caso de sucesso junto dos jovens estudantes.

O anfitrião deste protocolo, Constantino Veiga, referiu que o facto de este projecto se iniciar no ensino básico, tem em vista adquirir o gosto pela modalidade, de forma que esta se possa enraizar e se transforme numa outra opção pela prática desportiva.

Artigos Relacionados