PUB
Assinados Protocolos de criação de Equipas de Intervenção Permanente
Terça-feira, Março 11, 2008

Decorreu ontem, no Governo Civil de Braga, a cerimónia de assinatura dos protocolos para a criação de Equipas de Intervenção Permanente (EIP) em diversas Associações de Bombeiros Voluntários do distrito de Braga.

A cerimónia, realizada ontem, 6 de Março, presidida pelo Secretário de Estado da Protecção Civil, José Miguel Medeiros, contou ainda com a presença do Governador Civil de Braga, da Associação Nacional de Protecção Civil, do Comandante Distrital do Centro de Operações de Socorro, das Câmara Municipais envolvidas (caso da de Guimarães), das Associações de Bombeiros Voluntários e dos Comandantes das respectivas corporações.

As EPI, conforme já demos conta no passado mês de Setembro, asseguram o socorro e permanecem activas em todos os dias úteis, por um período semanal de 40 horas, de acordo com um plano de horário elaborado pelo Comandante do Corpo de Bombeiros.

Em Guimarães, concelho com duas corporações de bombeiros, a opção recaiu sobre a Corporação vimaranense. Corporação essa que já tinha uma EPI constituída e cujos custos associados já eram comportados, pelo menos em parte, pela edilidade vimaranense. A Câmara continuará, assim, a suportar esse encargo só que, ao abrigo do referido protocolo, com uma comparticipação de 50% da totalidade dos custos. Os restantes 50% serão provenientes da Autoridade Nacional de Protecção Civil.

Foram assim, por água abaixo, as expectativas de que nos deu conta, em Setembro de 2007, o Comandante da corporação taipense, Francisco Pereira.

Texto: Manuel António Silva

Artigos Relacionados