PUB
Assembleia de Freguesia de Caldelas votará autorização da venda da Pensão Vilas
Quinta-feira, Setembro 29, 2016

Reunião da Assembleia de Freguesia de Caldelas marcada para dia 7 de Outubro e entre a ordem de trabalhos está a discussão da proposta que poderá autorizar a Junta de Freguesia a vender a Pensão Vilas.

Decorrente da Assembleia de Freguesia Extraordinária do passado dia 18 de Junho, na qual a Junta de Freguesia apresentou a venda do prédio da Pensão Vilas como solução para o impasse em que caiu o edifício onde outrora funcionou a Pensão Vilas.

O assunto remonta já ao período pré-eleitoral das eleições autárquicas de 2009 altura em que o edifício foi alvo de disputa partidária. A lista do PSD, que viria a vencer aquelas eleições, prometeu adquirir o edifício e ali construir uma residencial sénior.

Para suportar a operação foi criada a ADIT – Associação para o Desenvolvimento Integrado das Taipas, enquanto a oposição e uma parte do eleitorado, levantava dúvidas relativamente ao negócio feito pelo executivo de Constantino Veiga, a obra dá sinais de avanço, novamente em vésperas de um novo exercício eleitoral, em 2013.

Em Junho de 2016, o jornal Relfexo publicava a notícia de que a empresa construtora, incumbida de executar o obra, processou o dono da obra, por falta de cumprimento do pagamento dos trabalhos efectuados, uma factura que ascende aos 350 mil euros, valor que a ADIT contestou.

Após a publicação do texto do Reflexo, foi solicitada ao presidente da mesa da Assembleia de Freguesia, pelos elementos do PS e da CDU, a marcação de uma sessão extraordinária daquele órgão, com o propósito de se discutirem os “caminhos para a resolução de um problema financeiro e patrimonial para a freguesia”.

Nessa altura, a Junta de Freguesia avançou que a ADIT, que inicialmente ficaria encarregue de gerir o equipamento do lar de idosos, estaria em condições de adquirir o edifício à Junta de Freguesia. Nessa altura, CDU considerou uma boa solução, enquanto que o PS levantou dúvidas. Essa possibilidade será agora concretizada pelo executivo e discutida em Assembleia de Freguesia.

Assim, a Junta de Freguesia propõe a venda à ADIT do direito de propriedade do solo do edifício conhecido como Pensão Vilas pelo valor de 258 mil euros. A ADIT ficará obrigada a pagar mais 66 mil euros ao anterior proprietário do edifício, libertando a Junta de Freguesia dessa obrigação.

A terceira sessão da Assembleia de Freguesia de 2016 trará ainda à discussão o contrato interadministrativo de delegação de competências da Câmara Municipal de Guimarães, em matéria de acompanhamento de alunos com necessidades educativas especiais. Serão ainda tratados outros assuntos de gestão corrente do executivo.

A reunião está marcada para o dia 7 de Outubro, sexta-feira, às 21.15 horas, no Salão Nobre dos Bombeiros Voluntários das Caldas das Taipas.