Assalto em Guimarães leva a ANF a recomendar acompanhamento policial
Quarta-feira, Novembro 16, 2005

A Associação Nacional das Farmácias vai recomendar aos seus associados localizados em áreas com pouca população que só abram a porta dos estabelecimentos, durante a noite, a pessoas acompanhadas por um agente policial, afirmou hoje o seu presidente.

Em declarações à Agência Lusa, João Cordeiro especificou que a Associação Nacional das Farmácias (ANF) vai também recomendar às mais de 2.000 farmácias associadas que encerrem mais cedo a porta do estabelecimento, atendendo os clientes através do guichet, e que instalem sistemas de videovigilância e alarmes.

O reforço das medidas de segurança das farmácias, quando estão abertas em período nocturno, surge um dia depois do assassinato de um farmacêutico em Cinfães, na sequência de um assalto ao estabelecimento onde se encontrava a trabalhar.

Em comunicado divulgado hoje, a ANF lembra que, “muito recentemente, em Guimarães, um outro técnico de farmácia ficou paraplégico em circunstâncias semelhantes” e que a “a falta de segurança das farmácias é um problema cada vez maior”.

HM / Lusa

Artigos Relacionados