PUB
Arcebispo de Braga lembra as dificuldades das famílias
Segunda-feira, Abril 9, 2007

O Arcebispo de Braga disse ontem, na Vigília Pascal celebrada na Sé Catedral, que «são necessárias políticas familiares que reconheçam, respeitem e promovam os direitos das famílias», e que «compete à Igreja proporcionar a ajuda necessária» para que elas conjuguem «a fidelidade ao projecto cristão com a capacidade de iluminar as condições de vida onde […]

O Arcebispo de Braga disse ontem, na Vigília Pascal celebrada na Sé Catedral, que «são necessárias políticas familiares que reconheçam, respeitem e promovam os direitos das famílias», e que «compete à Igreja proporcionar a ajuda necessária» para que elas conjuguem «a fidelidade ao projecto cristão com a capacidade de iluminar as condições de vida onde vivem».

Ao contrário dos últimos anos, nesta celebração não houve baptizados. Mas mantendo-se o costume, que é privilégio da Igreja de Braga, a Vigília Pascal terminou com a chamada Procissão da Ressurreição, na qual também se dá destaque à Mãe de Jesus, invocada como Senhora da Alegria.

A bênção do círio pascal, a leitura de vários textos bíblicos e a renovação das promessas do Baptismo são outros momentos característicosdesta celebração nocturna.

Na homilia, D. Jorge Ortiga lembrou que a Arquidiocese de Braga tem «procurado interiorizar a realidade da família e o lugar que ela ocupa na sociedade e na Igreja».

Fonte: Agência Eclésia

Artigos Relacionados