PUB
Anuncio-vos uma grande alegria! Para que não seja só “mais um Natal”!
Sábado, Dezembro 15, 2001

Que seria o nosso mundo sem estes dias de poesia, de ternura, sem esta terapêutica anual para o egoísmo, sem este regresso à pobreza, à simplicidade, à humildade do Presépio?
Que seria o mundo sem este Menino que vai nascer?
O mundo desorientado precisa deste retorno à guarda de Belém, ao amor de Deus infinito feito ternura humana, à beleza incomparável toda feita de pureza daquela que foi bendita entre as mulheres – Maria – a Mãe de Jesus, a nossa Mãe.
O mundo precisa deste retorno à simplicidade dos pastores ingénuos a quem os Anjos anunciaram a Paz prometida aos homens por Deus amados. O mundo precisa de reencontrar o verdadeiro sentido do Natal.
Mas o verdadeiro Natal é sempre a celebração do nascimento de Deus que se fez Homem. Deus que vem ao encontro dos Homens trazendo-lhes a Salvação, chamando-os a viver segundo a dignidade da sua própria origem divina.
O verdadeiro Natal é Cristo que nos pede que O deixemos nascer e crescer em nós, que O acolhamos no coração, que O aceitemos como Ele é – O Salvador!
Que este Natal nos leve a acolher mais pro-fundamente o Salvador que vem. Que irradie em todos nós mais Paz, mais Amor e maior Fraternidade.
Com os votos sinceros de um Santo e Feliz Natal,

26