PUB
Afinal os morcegos são nossos amigos!
Sexta-feira, Outubro 7, 2011

Esta efeméride foi declarada pela Convenção das Espécies Migratórias, da UNEP (United Nations Environment Programme – Programa de Ambiente das Nações Unidas) e pelo EUROBATS (Acordo sobre a Conservação das Populações de Morcegos Europeus).

O primordial objetivo desta iniciativa é a sensibilização da sociedade para a importância da conservação dos morcegos, dado que estes são essenciais para o nosso ambiente global. Já que na maioria dos casos, estes seres são olhados pela sociedade como misteriosos, mal-amados e são incompreendidos. Estas ideias advêm do facto de eles serem animais noturnos, logo, mais difíceis de ver, conhecer e compreender. Por outro lado, também muitas vezes, quando personagens de filmes, os morcegos são senhores maus da fita…

Tal perspetiva sobre os morcegos deverá ser desconstruída. Todos temos obrigação de os admirar, pois eles têm um papel crucial no funcionamento de diversos ecossistemas, tais como, as florestas, os desertos, as florestas tropicais e os prados. Eles intervêm na polinização, no controlo da abundância de insetos e na dispersão das sementes.

Atualmente foram contabilizadas 1200 espécies de morcegos, perfazendo cerca de um quarto do total de mamíferos. Porém, nas últimas décadas, as suas populações têm sido reduzidas drasticamente. Infelizmente, nos dias de hoje, muitas delas encontram-se em perigo e nós não nos podemos dar ao luxo de continuarmos a contribuir para isso.

O “antigo” Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade, devido à recente restruturação organizacional do MAMAOT (Ministério da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território) recentemente sofreu fusão com a Autoridade Florestal Nacional, formando ambos a Direção-Geral da Conservação da Natureza e Florestas. Este organismo, em Portugal, tem coordenado as comemorações do Ano do Morcego, tendo criado para esse efeito o imperdível website https://www.wix.com/anodomorcego/icnb, que inclui informações sobre a biologia, ecologia, fatores e estatutos de ameaças, conservação, eventos e notícias e documentação. Apresentam-nos também recursos educativos, tais como, passatempos, histórias e jogos, bem como materiais para professores (“Vamos mostrar que os morcegos são nossos amigos?”), com muito humor e criatividade, à mistura, para nos convidarem para a diversão dizem-nos: morcega-te!

Descerro aqui um pouco do muito que podemos aprender, visitando o website. Em Portugal há 27 espécies de morcegos, todas protegidas e 3 delas estão em vias de extinção. Um dos projetos que podemos ficar a conhecer é a elaboração do Atlas dos Morcegos, em Portugal, para a qual somos todos chamados a contribuir.

O Ano do Morcego é um alerta, um abrir de olhos que exige uma mudança de consciência e postura, de nós mesmos, na Relação Homem-Morcego. Sejamos, de uma vez por todas, seus amigos de verdade, compreendendo-os.