PUB
Actualizados valores atribuídos pela câmara aos bombeiros
Quinta-feira, Dezembro 18, 2008

As corporações de bombeiros de Guimarães irão receber mais dinheiro da autarquia, de forma a melhor poderem prestar os serviços aos cidadãos e para fazer frente aos aumentos das suas despesas.

A Câmara Municipal de Guimarães aprovou hoje uma alteração aos protocolos existentes com as duas corporações de bombeiros voluntários do concelho com vista à actualização do valor do subsídio a conceder pela autarquia, como contrapartida da colaboração dos bombeiros na área da protecção civil, no quadro das competências da autarquia.

Assim, para os Bombeiros Voluntários das Taipas, o valor inicial, que era de 32.750 euros, beneficia de um incremento de 5 mil euros. A este montante acresce ainda a verba de 24.366 euros referente à Equipa de Intervenção Permanente (EIP) nas Taipas.

Este aumento, segundo a Câmara Municipal de Guimarães, justifica-se pela necessidade de “garantir a qualidade dos serviços prestados aos cidadãos” e ainda pelo “acréscimo das despesas correntes das duas corporações”.

Refira-se que os Bombeiros Voluntários de Guimarães beneficiaram de um aumento do valor atribuído no âmbito do protocolo do mesmo montante. Desta forma esta corporação passa a receber anualmente da autarquia uma verba total de 162.250 euros.

Na mesma reunião foram abordados outros assuntos. Como parte da agenda da reunião foram aprovadas alterações à toponímia de algumas freguesias do concelho, o que mereceu o reparo de António Magalhães, que referiu que se deverão limitar as alterações de toponímia a casos excepcionais. O presidente do executivo justificou referindo que se trata de uma competência da câmara municipal e que cada alteração dá origem a um complexo processo burocrático.

Na parte reservada às informações António Magalhães fez saber que a câmara iniciou um mecanismo de notificação electrónica para o serviço de emissão de credenciais. Desta forma, os munícipes serão notificados por mensagem escrita no telemóvel de quando poderão levantar documentação requisitada nos serviços camarários.

Texto: Paulo Dumas

Artigos Relacionados