PUB
A Câmara Municipal nas Taipas
Terça-feira, Abril 15, 2014

Aproxima-se o momento da reunião pública do órgão do município, Câmara Municipal, a realizar na vila de Caldas das Taipas.

A ideia de realizar reuniões em várias partes do concelho cumpre o desiderato de uma administração local ainda mais próxima do cidadão.

Na panóplia dos locais do concelho de Guimarães escolhidos para esta Câmara itinerante foi Caldas das Taipas.

Todas as forças politicas existentes na localidade defendem o mesmo para as Taipas: investimento, crescimento, desenvolvimento, qualidade de vida, atratividade. Todas as propostas dos partidos, quaisquer que eles sejam, quer se queira quer não, desaguam naqueles cinco pontos centrais. A forma de os perseguir e prosseguir é que assume variadas formas de atuação politica que, muitas vezes, são conflituantes.

Parece que a Câmara Municipal de Guimarães encontrou, finalmente, o denominador comum através da defesa de um principio simples e que, diga-se, tem origem na Coligação de Juntos por Guimarães: As Taipas são parte integrante do concelho de Guimarães; o que é bom para as Taipas é bom para a cidade de Guimarães e para o concelho de Guimarães: concluindo-se que o desenvolvimento das Taipas é ele próprio o desenvolvimento de Guimarães. E assim, encontrada esta identidade ontológica e teleológica, é fácil ir em frente.

A deslocação do executivo do município às Taipas, não só para a reunião pública do órgão, não tem o significado singelo da concretização de uma administração mais próxima dos cidadãos, também encerra o significado da centralidade das Taipas na zona Norte do concelho.

Essa centralidade, que se manifesta num afluxo diário dos moradores das freguesias vizinhas para as nossas escolas, cafés, restaurantes, parques, feiras, espetáculos, igrejas, será tanto mais reconhecida quanto a vila for dotada de infraestruturas que acolham com qualidade os seus utentes.
É esta centralidade real que o executivo deve presenciar. O executivo municipal ao passar um dia na vila vai contactar diretamente com o transito, com os engarrafamentos na “hora de ponta”, com os pisos das ruas, com as pessoas, com a intensidade de utilização de todas as infraestruturas e vai concluir, por certo, que as Taipas merece mais investimento para poder crescer com qualidade e ser, realmente, um polo de atração e fixação de pessoas que o concelho carece.

As Taipas crescendo, o concelho cresce e ficará mais forte e influente.

26