PUB
19 de Junho de 1940 – o dia em que Caldas das Taipas passou a ser vila foi há 75 anos
Quinta-feira, Junho 18, 2015

É o dia da vila de Caldas das Taipas. Foi nesta data que foi publicado no Diário do Governo, do ano de 1940, uma quarta-feira, o Decreto-Lei 30518, que elevava a povoação de Caldas das Taipas à categoria de vila.

O decreto-lei de 19 de Junho de 1940 foi emitido pela Direcção-Geral de Administração Política e Civil e publicado no Diário do Governo. A proposta de elevação das Caldas das Taipas a vila tinha sido feita pela Junta de Turismo da estância termal das Taipas, proposta essa que tinha colhido os pareceres favoráveis do governador civil do distrito de Braga, Junta de Província do Minho, Câmara Municipal do concelho de Guimarães e Junta de Freguesia de Caldelas.

Na passagem dos 75 anos do dia 19 de Junho de 1940, vai realizar-se no Salão Nobre dos Bombeiros Voluntários das Taipas, às 21.15 horas, uma Sessão Solene da Assembleia de Freguesia. Nessa altura serão entregues às colectividades da vila medalhas comemorativas que assinalam a data. O programa do 75.º aniversário decorre desde o início do mês e continua nos próximos meses com várias actividades, que não deixarão passar em branco a passagem dos três quartos de século de Caldas das Taipas como vila.

A proposta da Junta de Turismo sustentava que “a povoação de Caldas das Taipas possui variadíssimos e excelentes estabelecimentos comerciais, igrejas, estação postal, com serviços de correios, telégrafos e telefones, mercado permanente e é um importante centro termal, agrícola e industrial”, apontando ainda “o futuro desenvolvimento populacional, turístico e industrial daquela povoação”.

O decreto-lei tinha como signatários António Óscar de Fragoso Carmona, António de Oliveira Salazar, Mário Pais de Sousa, Manuel Rodrigues Júnior, Manuel Ortins de Bettencourt, Duarte Pacheco, Francisco José Vieira Machado, António Faria Carneiro Pacheco, João Pinto da Costa Leite e Rafael da Silva Neves Duque.

A importância da data fez com que passasse a fazer parte da toponímia da vila, tendo sido atribuído o nome de Rua 19 de Junho ao arruamento que liga a Rua de Santo António à Rua da Taipa, aberta em finais da década de 1980.

Este sábado acontece o terceiro Guia Improvável. Depois de Domingos Maia e de António José Oliveira, será a vez de Carlos Marques guiar os participantes pelos pormenores menos prováveis da vila. Ainda no âmbito do programa oficial das comemorações, decorre no sábado, 20, o torneio Caldas das Taipas Cup. A exposição de fotografias antigas continua patente no Centro Comercial Passerelle até ao final do mês.

Fotografia gentilmente cedida pelo Dr. Fernando Monteiro.