PUB
50 mil euros para o arranjo exterior do Centro Pastoral
Sexta-feira, Novembro 7, 2008

A Câmara de Guimarães fez aprovar um subsídio destinado à realização de melhoramentos na área envolvente ao Centro Pastoral. Plano de actividades e orçamento passam apenas com os votos socialistas.

A Câmara Municipal de Guimarães votou hoje um subsídio a atribuir à Fábrica da Igreja Paroquial de S. Tomé de Caldelas no valor de 50 mil euros. A proposta foi aprovada por maioria, tendo a abstenção da vereadora da CDU inviabilizado a unanimidade.

Ana Amélia Guimarães, questionou o presidente sobre qual o “plafond” que a Câmara dispunha para esta obra, já que, disse justificando a sua posição, não era a primeira vez que eram votados subsídios para a mesma obra.

António Magalhães justificou que se trata de uma obra de vulto e de “altíssima qualidade e que terá um grande impacto para a população”, garantindo que este foi o último subsídio atribuido ao Centro Pastoral das Taipas. Domingos Bragança esclareceu que a obra em causa diz respeito ao arranjo exterior do Centro Pastoral e não ao edifício em si.

Segundo medições efectuadas pelos serviços técnicos da câmara, a obra está orçamentada em 82.153 euros, pelo que o valor atribuído pela câmara cobre parte do custo total da obra a efectuar.

Durante a reunião, foram ainda discutidos, votados e aprovados os documentos fundamentais da gestão autárquica: o plano plurianual de investimentos, plano de actividades e orçamento da Câmara Municipal para o ano de 2009. Neste ponto votaram contra o conjunto dos vereadores da oposição – PSD e CDU.

Texto: Paulo Dumas

Artigos Relacionados