PUB
365 dias de A a Z
Sexta-feira, Outubro 26, 2018

Há muitas formas de fazer o balanço de um ano de intensa atividade em Guimarães. Há, também, muitos balanços que se fazem em torno de 365 dias de governo vimaranense. E depois há o balanço do primeiro ano do segundo mandato de Domingos Bragança à frente do Município de Guimarães. De A a Z!

A – Ambiente. É uma das “bandeiras” de Domingos Bragança. Em fevereiro deste ano, foi tornado público que, em 2015, Guimarães superou objetivos europeus, reduzindo as emissões de carbono para a atmosfera em 20%. Guimarães foi, também, o primeiro município português a apresentar a pegada ecológica de todo o seu território.

B – Brigadas Verdes. Já são mais de duas dezenas em todo o concelho. Os movimentos criados nas freguesias são exemplares. A par disso, Guimarães apresentou, em janeiro, a Equipa de Sapadores Florestais. Um sonho antigo agora concretizado para a prevenção, limpeza e reflorestação do(s) bosque(s) vimaranense(s).

C – Camões. Parque de Estacionamento. Começou a ser construído no início deste segundo mandato. Com capacidade para cerca de 400 viaturas, fica a 50 metros do Toural e tem um valor superior a 5,5 milhões de euros. Vai contribuir para resolver questões relativas à mobilidade no centro da cidade.

D – Desnivelamento. Nó de Silvares. Foi apresentada uma nova, funcional e moderna entrada na cidade de Guimarães que eliminará, com uma solução desnivelada, o congestionamento de trânsito nos acessos à autoestrada. O investimento é de 2,5 milhões de euros.

E – Ecovia. A primeira fase foi inaugurada com uma extensão de 16,5 quilómetros, unindo o percurso existente da Pista de Cicloturismo de Mesão Frio ao Parque da Cidade de Guimarães e à Veiga de Creixomil.

F – Festival. Da Canção. A grande final nacional aconteceu a 4 de março e foi um dos eventos que marcou este primeiro ano de mandato. Do Multiusos de Guimarães saiu o representante de Portugal no Festival da Eurovisão.

G – GNR. Taipas e Lordelo. Em junho, foram assinados protocolos de colaboração com o Ministério da Administração Interna, tendo em vista a reabilitação do Posto Territorial de Caldas das Taipas e a construção de novas instalações do Posto Territorial de Lordelo.

H – Hospital. A requalificação do Serviço de Urgência do Hospital Senhora da Oliveira vai, finalmente, avançar. A intervenção está avaliada em 3,2 milhões de euros. Deste valor, a Câmara e o Hospital comprometeram-se a pagar cerca de 1,2 milhões de euros cada, aos quais se juntam cerca de 900 mil euros em fundos comunitários provenientes do Norte 2020.

I – Incubadora. De Base Rural. O ano de 2018 começou também com um novo projeto de Domingos Bragança. A Incubadora abriu a todos os empreendedores que queiram desenvolver a sua ideia ou plano de negócio de base rural no concelho.

J – Jordão. O edifício que dá nome à casa de teatro prepara-se para a sua regeneração. Reforçando a cooperação com a Universidade do Minho, Domingos Bragança anunciou a instalação das licenciaturas em Artes Performativas e em Artes Visuais no Teatro Jordão e na antiga Garagem Avenida.

L – LED. Em novembro de 2017, teve início uma nova fase de remodelação da rede de iluminação pública no concelho, com a instalação de mais 10 mil luminárias LED, por troca com as luminárias existentes. Valor: 1 milhão, 830 mil e 628 euros.

M – Muralha. Neste primeiro ano de mandato, começaram as obras no Adarve que permitirão visitar brevemente a Muralha de Guimarães. Em toda a extensão da Avenida Alberto Sampaio.

N – Novela. “Valor da Vida” começou a ser emitida no horário nobre da TVI no final deste verão. Com Guimarães como protagonista do principal formato de ficção da estação de televisão líder de audiências em Portugal…

O – Obras. As literárias de Raul Brandão, que chegaram ao grande público neste primeiro ano de mandato, com uma coleção de edições originais fac-similadas. Uma iniciativa que resultou do Festival Húmus no âmbito dos 150 anos do nascimento do escritor de Nespereira.

P – Presidente. Há justamente um ano, foi feita a verdadeira sondagem, a única que confere mandatos eleitorais. Os Vimaranenses voltaram a confiar em Domingos Bragança, agora com reforço da maioria (52%).

Q – Quadrilátero. Domingos Bragança voltou a assumir a presidência do Conselho Executivo. “Mobilidade” é um dos temas do mandato de Guimarães.

R – Ranking. Em 13 candidaturas apresentadas, Guimarães ficou no 5º lugar na primeira vez que concorreu ao estatuto de Capital Verde Europeia. O Diretor Geral para o Ambiente da Comissão Europeia felicitou Guimarães e anunciou que alguns “exemplos de excelência” da candidatura vimaranense foram incluídos na lista de boas práticas da Comissão Europeia.

S – Skate Park. Inaugurado em agosto último no Parque da Cidade, na Costa, o novo parque radical destina-se à prática de desportos alternativos como skate, in-line ou BMX.

T – Taipas. O novo edifício da Escola EB2,3 será certamente uma referência no norte do país. Mais de 7 milhões de euros é o valor das obras de construção que a Câmara Municipal está a efetuar nos 11.200 metros quadrados daquele (modernizado) parque escolar.

U – UMinho. A parceria entre a Câmara Municipal e a Academia minhota é sobejamente conhecida e marca qualquer ano de mandato. Em junho de 2018, foi inaugurado o acesso nascente à Universidade do Minho, bem como as respetivas obras de reperfilamento da (irreconhecível) rua de Francos, mais urbana, ajardinada, com um troço de ecovia e com percursos pedonais mais seguros.

V – VITRUS/Vimágua. Duas empresas de capital municipal que são, hoje, referência nas suas áreas de intervenção. A primeira lançou recentemente o projeto “CARE”, que promove a utilização de copos reutilizáveis em substituição dos copos de plástico descartável. A Vimágua, por sua vez, coleciona prémios de design com a sua garrafa reutilizável.

X – Uma cruz na isenção da taxa de IMI para os moradores do Centro Histórico. Logo no início do mandato, os habitantes da área classificada como Património Cultural da Humanidade puderam solicitar, na Câmara Municipal, o direito à isenção. A medida, que não contempla prédios devolutos, é válida por cinco anos, com possibilidade de renovação por uma vez com igual período de tempo.

Z – Zero. De poluição. É o que seria desejável numa cidade. Sendo uma utopia, soube-se que Guimarães tem o ar mais respirável de Portugal, segundo um relatório da Organização Mundial de Saúde. Um dado (muito) significativo que representa (bem) a qualidade de vida urbana cá do burgo.