PUB
30ª edição do Grande Prémio do Minho de 6 a 8 de julho
30ª edição do Grande Prémio do Minho de 6 a 8 de julho
© Direitos Reservados
Sexta-feira, Julho 6, 2018

O Grande Prémio do Minho em ciclismo regressa à estrada de 6 a 8 de julho, com Guimarães, Melgaço e Vieira do Minho a assumirem um papel de destaque no desenrolar da competição. A prova passará por Caldas das Taipas, por duas vezes, logo na primeira etapa.

No primeiro dia, sexta-feira, a partida da primeira etapa será na EN310 (em frente à empresa Pedra Pronta), pelas 14h. Os atletas das 21 equipas presentes cruzarão a vila de Caldas das Taipas poucos minutos após o tiro de partida e voltarão a passar pela vila, por volta das 16h. A etapa terminará na União de Freguesias de Oliveira, São Paio e São Sebastião (Guimarães), junto à sede da Associação de Ciclismo do Minho.

No entanto, a partida simbólica desta primeira etapa será dada pelas 13h55, no Centro de Ciclismo do Minho – Guimarães (Souto Santa Maria), onde, no final da manhã, pelas 12h, será inaugurada a segunda fase deste centro. Recorde-se que o Centro de Ciclismo do Minho integra o primeiro circuito permanente de BTT XCO da região norte do país, tendo a primeira fase sido inaugurada a dia 25 de junho de 2017, e acolherá o estágio da Seleção Nacional de BTT de preparação para o Campeonato da Europa de Cross Country Olímpico.

Depois de uma primeira etapa mais propícia para roladores, os cerca de 140 ciclistas do 30º Grande Prémio do Minho rumarão até Melgaço, para enfrentarem um trajeto delineado no “destino de natureza mais radical de Portugal” que terminará em Castro Laboreiro. Vieira do Minho, ao acolher a partida e chegada da última etapa, consagrará o vencedor desta prova.

Este Grande Prémio do Minho é destinado ao escalão de juniores e é organizado pela Associação de Ciclismo do Minho, em colaboração com a Federação Portuguesa de Ciclismo.

Recorde-se que, no ano passado, com emoção até ao último metro, Pedro Lopes (Seissa/KTM-Bikeseven/Matias&Araújo/Frulact) sagrou-se vencedor da 29ª edição. O jovem vimaranense venceu as classificações geral e individual (Camisola Amarela – Empiqua) e a de melhor atleta da ACM (Camisola Branca – Força Minho).